segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Gravidez Molar. Eu tive!!!

Eu nunca tinha ouvido falar no assunto até passar por ele. Em 2008 tive uma gravidez molar e já morávamos na Dinamarca. Vou contar desde o começo para vocês entenderem melhor. Eu e meu marido planejamos a gravidez do nosso segundo filho para esse ano de 2008. Parei de tomar a pílula e não deu outra, já estava grávida. Ficamos super felizes, juntamente com nosso outro filho Rafa que na época tinha 6 aninhos. Tinha sintomas normais de uma gravidez normal. Quando deu 1 mês de gravidez tive um sangramento que não parou e fui ao médico. Meu marido ligou para um médico e esse falou para irmos ao hospital no outro dia. Não foi um sangramento pequeno, ele durou até irmos ao médico no outro dia. Eu fiquei triste, porque sabia que estava perdendo meu bebe. Ficamos todos tristes, mas descançamos em Deus. No hospital me examinaram e constataram que eu havia perdido o bebe. Tive que fazer uma curetagem e justamente nesse dia os médicos resolveram fazer uma paralisação, então não haviam muitos médicos. Por isso me colocaram em um quarto, onde meu marido pode ficar comigo e me deram um comprimido para eu ter contrações e expulsar o que havia no útero. Chegamos lá pela manhã bem cedinho e logo fui atendida, mas para fazer a curetagem mesmo só foi possível 22.00 hs. Nos deram um chá de cadeira!!! Mas tudo bem, precisava então nem reclamei. As enfermeiras sempre passavam pelo quarto, mediam minha pressão e viam como eu estava. Tive cólicas fortes algumas vezes. Chegando a hora de ir para a curetagem me aplicaram uma anestesia na veia do braço que já fiquei grogue em alguns segundos. Fui levada de maca para a sala que havia umas 3 ou 4 mulheres, só tenho flashes desse momento. Uma me fez algumas perguntas que também não lembro direito quais foram. Não me lembro de mais nada, só de já ter acordado com meu corpo congelando fora da sala de cirurgia. Ainda fiquei esperando nesse lugar um pouco, pareceram horas, na verdade não sei quanto tempo foi. Me levaram para o quarto, meu amores estavam lá me esperando, Du e Rafa... Eu estava morrendo de fome, passei o dia todo sem me alimentar. Me levaram uma sopinha rala, mas estava tão deliciosa, bem temperadinha (pedi mais rs). Pude ir embora no mesmo dia, estava me sentindo bem, um pouco cansada e fraca, mas bem. Não quis ficar pensando muito sobre o assunto, até então eu tinha perdido meu bebe. Pois bem, agora vou explicar o que é uma gravidez molar:
Em uma gravidez normal, o óvulo fertilizado contém 23 cromossomos do pai e 23 da mãe. Em uma gestação molar completa (essa foi a que eu tive), o óvulo fertilizado não possue cromossomos da mãe e os espermatozóides do pai são duplicados. Não há embrião, a placenta forma uma massa de cistos que vai crescendo até se ter um aborto espontâneo. Em uma gravidez molar parcial o óvulo fertilizado tem o conjunto normal de cromossomos da mãe, mas o dobro dos do pai. Nesse caso há um embrião, mas ele não é normal e não terá condições de virar um bebe. Uma em cada mil gestações no ocidente são molares e eu fui uma das sorteadas rs. Para ganhar na mega sena não tenho essa mesma sorte rs. Se pensarmos bem, a população brasileira é tão grande e nunca tinha ouvido um caso desses. 
O material que colheram na curetagem foi analisado e somente assim ficamos sabendo que havia sido uma gravidez molar. Mas o que mais me deixou preocupada foi como essa notícia me foi dada. Simplesmente chegou uma carta em nossa casa dizendo que eu havia tido uma gravidez molar e que o material havia sido analizado e que eu precisaria fazer exame de sangue todos os meses durante 8 meses porque eu corria risco de ter câncer e eu não poderia engravidar antes de 8 meses. Olha que absurdo!!! Eu fiquei muito assustada, aliás todos nós ficamos. Isso é noticia que se de por carta??? Só aqui na Dinamarca mesmo, mas tudo bem. Meu marido levou a carta para o médico do clube ver e ele explicou direitinho, disse que o hormônio da gravidez estava muito alto e por isso deveria coletar sangue todo mês para ver se estava baixando, até normalizar. Agora sim!!! Foram longos 8 meses, todos os meses indo ao médico coletar sangue, mas tudo bem, era para uma boa causa. Findos os 8 meses esperamos mais 2 e parei de tomar pílula. Batata!!! Engravidei novamente, fácil, fácil. Eu não fiquei em momento nenhum depressiva, a culpa não foi minha e também não havia nenhum bebe ali, não iria formar nada. Também não fiquei naquela de que poderia acontecer na minha próxima tentativa de engravidar ou que iria demorar para engravidar. Acho que tudo isso ajudou a engravidar rápido. A nossa mente é um campo de batalha e ela consegue nos prejudicar e nos ajudar, depende somente de nós. Então vamos tentar usar nossa mente para o nosso bem. Eu sei que às vezes é difícil, mas temos um que pode nos ajudar. Deus sempre pode nos ajudar!!!
Você que está passando por uma gestação molar ou já passou não se preocupe, não é o fim do mundo e não é sinal que você não terá filhos perfeitos futuramente. 
Logo fiquei grávida da Fernandinha e minha gravidez foi uma benção, nunca tive nenhum sangramento, me alimentava bem, fazia caminhadas, fiz uma viagem de quase 24 horas rs. Foi tudo tranquilo!!! 

73 comentários:

Anônimo disse...

Eitaaaaaa....será que minha gravidez foi molar? Meu bb parou de crescer c/ 6 semanas, mas so fiquei sabendo qdo estava c 11s que ele não tinha batimentos cardíacos, enfim...Chorei, fique triste, mas sobrevivi. Só quase não sobrevivi às contrações do aborto retido, eitaaaaaaa...tb tomei uma anestesia na veia do braço e dpois na coluna - a famosa raqui. Quase morri de tanto sangue que perdi, minha pressão foi a 8x4 naquele dia. Mas hj to bem, Deus sabe de todas as coisas! O resultado da biópsia não saiu ate agora...Fique curiosa com seu depoimento...Será que tb tive esse tipo de gravidez?! Bjo

VIVIANE DELANI disse...

Oi anonima rs. Coloca seu nome para eu poder saber quem vc é da proxima vez, isso se vc achar q deve. Se n quiser colocar tudo bem. Bom pelo que eu li e até escrevi somente se for uma gravidez molar parcial que o vai existir um embriao. Esse embriao tera batimentos e até crescerá por um tempo, mas a gravidez não vai continuar, ou terá o aborto espontaneo ou o médico vai detectar algo que indique que é uma gravidez molar e ai vai ter que retirar o feto. Voce chegou a fazer alguma ecografia para ver se havia mesmo um feto e se tinha batimentos? Eu não cheguei a fazer sangrei com quase 5 semanas e fiz a curetagem. A anestesia da coluna (raqui) n tomei n. Eu também perdi muito sangue antes da curetagem, foram 2 dias. Para eu ter mais contrações e expulsar o que tinha no meu útero me deram um comprimido para colocar na vagina. Minha pressão ficou normal. Somente quando vc receber o resultado da biopsia que realmente vc vai saber o que foi que aconteceu. Mas não se preocupe e não fiquei triste porque nada acontece por acaso e até as coisas que pensamos ser as piores do mundo Deus usa para ser benção na nossa vida. Hoje tenho dois filhos lindos, perfeitos, que me dão muitas alegrias. Bjokas

Isa Abbade disse...

Viviane, nunca tinha ouvido falar em gravidez molar.. mas que coisa heim. Que bom que você ficou bem e tem filhos saudáveis. Quando colocamos nossos medos nas mãos de Deus, Ele cuida, nos trata e nos abençoa .. assim como fez com vc. Fica na paz ! Espero sua visita no meu blog, viu ?! ehehehe Xêro ;*

Rebeca Mello S2 disse...

Oi Viviane, eu tb nunca tinha ouvido falar desse tipo de gravidez...mas que bom que vc superou tudo, como vc disse nossa mente é um campo de batalha, fica com Deus e se tiver um tempo faz uma visitinha no meu blog tb rs, bjus!

rebeca-mello.blogspot.com

Karla Souza De Freitas disse...

Nunca ouvi falar, mas valeu pela dica daqui alguns anos vou ter um bebe em nome de Jesus, e aos poucos vou pesquisando coisas de criança.

Soraya disse...

Oi Viviane. Passei pelo mesmo que você, a menos de 1 semna tiver alta para tentar engravidar novamente. É realmente um choque quando recebemos essa notícia, até porque a gestação molar é poquíssima conhecida. Descobri minha gestação em junho ano ano passado e já em agosto fui internada para fazer a curetagem. Não tive nenhum sintoma da gestação molar, como sangramento ou forte crises de vômitos, foi num ultrasson de rotina que descobri que não tinha feto e sim a tal mola. Logo fui internada para fazer a curetagem por aspiração e comecei a fazer exame de sangue semanalmente, quinzes dias depois da curetagem meu hormonio subiu de novo e fui submetida e outra curetagem. Minha cabeça foi a mil pois a médica foi muito clara comigo, se a segunda curetagem não baixasse os niveis do BHCG eu teria que me submeter a quimioterapia, o pânico foi total. Me internei novamente e fiz o procedimento e começou tudo de novo, passei a fazer o exame de sangue semanalmente e os níveis foram caindo, passei a fazer quinzenalmente e quando finalmente o nível chegou a <0,01 fiz mais 6 meses até poder ter alta. Graças a Deus estou de alta mas ainda não decidi se vou engravidar logo, não tem como não ficar com medo de passar por tudo de novo, além da perda que é dolorosa demais, não tem como garantir que estamos livre disso. Mas enfim, é bom quando encontramos depoimentos como o seu, que mesmo passando por uma triste situação como essa está feliz por ter uma gravidez saudável. Beijo e boa sorte...

VIVIANE DELANI disse...

Oi Soraya. Pois é esse negócio assusta mesmo pela falta de informação e pelo que pode acontecer também de ter que fazer quimio se o nivel do bhcg nao baixar. Nossa vc deve ter ficado com medo mesmo hein!!! Comigo na primeira vez que fiz o exame ele já estava baixando. Mas graças a Deus que tudo passa né e melhor ainda que sem sequelas pra nos. Eu tive uma bebezinha linda depois disso e com certeza seu bb vai vir lindo (a) e super saudavel também. Bjokas

Arivane Lima disse...

oi viviane eu tive esssa gestação molar ja faz um tempo eu não entendia o que era,eu ja estava com tr~es meses,passei dezessete dia com sangramento,fiz uma curetagem,depois tive que fazer um novo teste de gravidez no qual de negativo.O que o medico me disse foi que eu só poderia engravidar depois de cincos anos.Não esperei todo esse tempo e tive outro filho depois de tres anos e meu filho tem uma saude perfeita.

Nathalia disse...

Olá!! Acabei de passar por isso e confesso que estou bem nervosa!! Descobri no dia 12 de junho que estava gravida, e quando fui fazer a minha primeira ultra, achando que ia ouvir batimentos cardíacos do bebe, descobri que estava c mola! Tem dois dias que fiz a curetagem e essa foi uma sensação muito ruim e triste! Tenho sentido cólicas e ainda sangro um pouco! Amanha vou refazer o beta, e estou mentalizando bem positivamente que ele vai baixar !! Bjs

Paula Kimura disse...

Oi Viviane, esse seu depoimento foi muito útil para mim.
No dia 25/06 descobri que estava grávida...no começo foi um susto, pois eu usei por 3 anos o Implanon (método anticoncepcional subcutâneo) e depois de 1 mês e pouco que tinha tirado lá estava eu grávida!
Depois do susto meu marido e eu ficamos felizes, pois nossa Rafaella de 3 anos iria ganhar um (a) irmãozinho (a).
No dia 16/07 fiz meu primeiro ultrassom que deu um diferença de 4 semanas em relação a data da minha última menstruação!!
Só conseguimos ver o saco gestacional sem o embrião e a vesícula vitelina, mas o médico disse que era normal já que estava grávida de pouco tempo. Ele também pediu para eu evitar pegar peso e ficar atenta caso ocorresse sangramento, pois a gravidez era de poucas semanas...pediu para eu ficar tranquila pq minha menstruação estava totalmente desregulada quando engravidei e pediu para repetir o ultrassom depois de 3 semanas...confesso que fiquei muito angustiada e com medo de perder o bebê!
Ontem (30/07) repeti meu ultrassom e para minha tristeza descobri que minha gravidez não foi para frente...o médico não conseguiu visualizar nem o saco gestacional, embrião e etc...
Não tive sangramento, dores e nem vomitei, tive enjoos.
O médico que realizou o ultrassom suspeitou de abortamento ou gestação molar.
Saindo de lá fui direto para o hospital verificar com o GO o que seria feito, a médica de plantão pediu para eu fazer um beta hcg quantitativo na hora e amanhã (01/08) volto ao hospital para realizar outro beta hcg para ver se o hormônio aumentou ou diminuiu.
Ela me disse que se aumentar vai realizar a curetagem e se estiver diminuindo é pq meu organismo vai expelir naturalmente esse aborto!
Estou com muito medo de saber que o hormônio aumentou, pois sabemos que se continuar aumentando precisarei fazer quimioterapia...estou com medo de tentar engravidar futuramente e acontecer a mesma coisa!
Amanhã antes de entrar no hospital irei orar para Deus e pedir que Ele tome conta de tudo, sei que ele nunca vai me desamparar.

VIVIANE DELANI disse...

OI Paula. Não precisa ficar com medo de acontecer de novo não. Eu li uma vez que gravidez molar é mais frequente do que pensamos, mas como ainda não tinha acontecido com ninguem perto de mim eu nem sabia que existia. Eu tive que fazer curetagem porque meu bhcg não baixou e depois tive que ficar fazendo controle todos os meses (tirando sangue) para ver se estava baixando, isso durante 6 meses. Mas graças a Deus baixou e depois de 1 ano engravidei e foi tudo normal. Eu li também que é raro desenvolver cancer por causa disso, mas pode sim. Então acho que vc não deve ficar preocupada com isso. Faça o que tem que ser feito e vc vai ver que tudo vai correr bem e logo logo vc terá outro bbzinho nos braços. Eu deixei tudo ir rolando e nem mesmo quando engravidei fiquei pensando que poderia acontecer novamente (acho que esses pensamentos só nos prejudicam, tanto fisicamente quanto mentalmente). Viva cada dia como se fosse único!!! Não sofra antecipadamente! Espero que de tudo certo. Oração é um excelente remédio nessa horas mesmo (aliás em todas as horas), nos conforta e nos trás segurança. Vá compartilhando com a gente seus resultados que estaremos orando por vc também. Bjokas e volte sempre ao blog

andrea disse...

ola,sou andrea e a dois dias fiz uma curetagem porque meu mEdico me disse na ultima sexta feira que eu estava com uma gravidez molar,SOFRI MUITO ainda nao saiu o resutado do exame mas ele me disse que a caracteristica do material era benigna.eu esperava muito pelo bebe sera que consigo engravidar novamente?estou mais esperançosa depóis que li seu depoimento muito obrigada,andrea mendonça,de franca-sp(16.9137.3628)meu telefone gostaria muito de falar com vc um dia,obrigado.

VIVIANE DELANI disse...

Oi Andrea. Não fique triste não, na mola normalmente não existe bebe nenhum (no meu caso foi assim). Não havia bb porque ou o meu óvulo ou o espermatozóide do meu marido não tinha caracteristicas nenhuma (ou os cromossomos do pai se multiplicou), então formou-se uma bola de carne. No começo fiquei triste por pensar que havia perdido um bebe mesmo, mas depois que eu soube disso fiquei mais aliviada. Já li de casos que a gravidez chegou até o sexto mes. Meu aborto espontaneo foi ao completar 1 mes de gravidez, então foi "menos" pior se é que posso dizer assim. Eu te digo que não tem relação nenhuma com outra gravidez. Voce poderá, depois de um tempo ficar grávida e com certeza será uma gravidez normal. Eu já ouvi e li foi de vários casos em que não era gravidez molar e a pessoa abortou espontaneamente por algum outro problema ai abortou uma segunda e até uma terceira vez (mostrando algo genético). A mola não é genética, acontece esporadicamente, então não tem porque acontecer novamente com a mesma pessoa. Fique tranquila que vai dar tudo certo!!! Se quiser me add no facebook conversaremos melhor (viviane delani). BJokas

Tálita disse...

Olá.. Sai hj do hospital depois de uma curetagem ( a segunda) e estou em pânico pq esta sugestivo de mola. Sou da área da saúde, já tinha sofrido um aborto retido mas nunca ouvi falar de gravidez molar,. Claro q a essa altura eu já sei de tudo e estou especialista no assunto e mesmo assim apavorada pois nao sei o q me espera de agora em diante .. Nao tenho filhos e já tenho 33 anos .. A única coisa q quero é ser mãe e vi aqui o quanto tem historias parecidas com a minha.. Rezem e torçam por mim!

VIVIANE DELANI disse...

Olá Talita. Não fique em panico!!! Quanto a voce ter 33 anos e ainda não ter filhos isso não diz nada. Morei bastante tempo na Dinamarca e lá as mulheres priorizam o trabalho e somente depois que estão bem profissionalmente que pensam em ter filhos ou seja, lá pelos 35, 38 anos (ai que elas começam a tentar). Algumas tem que fazer tratamento e muitas não. E muitas nesse tratamento ficam grávidas de gemeos (o que não é ruim pq já vem 2 de uma vez só e lá são no máximo 2 filhos por casal mesmo). Voce ainda é nova e já está tentando isso é ótimo. Não fique preocupada de quantos abortos já teve ou se teve gravidez molar ou não. Algumas pessoas tem problemas para engravidar e por isso muitos abortos, mas não significa que não vai vingar algum, o que tem que ser feito é continuar tentando. Um desse problemas é a compatibilidade dos casais. Quanto maior for a compatibilidade genética, maior é o risco de aborto. Mas a maioria dos abortos é por muito esforço, útero não preparado ou até mesmo má formaçao do feto. Se voce não tem nenhum problema não tem razão para ficar preocupada. Como voce é da área de saúde deve estar em dia com seus exames (ou não? Dizem que santo de casa não faz milagre né kkkk). Muitas mulheres simplesmente não conseguem engravidar pelo fator psicológico também. Mas estamos aqui pra compartilhar e tentar ajudar umas as outras. Desejo a voce que além de conseguir engravidar que seja uma gravidez super saudável, que não tenha nem enjoo (as vezes isso é bom pq a gente fica linda, so a barriguinha kkkkkk, tudo tem seu lado bom pense rs). BJokas

Tálita disse...

Obrigada querida! estou com exames super em dia e tudo normal.. foi confirmado mola mesmo e meu beta ainda está positivo..parei de sangrar hj e já estou mais tranquila.. vejo que é de certa forma "normal".. fiquei revoltada no começo por ser a segunda vez que perco.. não vejo a hora de tudo voltar ao normal e poder começar a tentar novamente! mas só ano que vem... estou receosa em voltar a atividade física e relaçoes sexuais.. cada um diz umna coisa inclusive minhas médicas! o que vcs fizeram?? bjo e obrigada

VIVIANE DELANI disse...

Que ótimo que vc está mais tranquila Talita. Olha só, eu tive isso quando morava na Dinamarca e eles não falaram sobre restrição de atividade física nem sexual. Aqui no Brasil eu não sei o que eles falam, mas como passamos por uma curetagem e um trauma, é bom dar um tempinho nas duas, principalmente porque ainda ficamos sangrando por um tempo (não me recordo bem quanto tempo fiquei). Mas lembro que não demorou muito para eu voltar as atividades normais (todas rs), coisa de uns 15 a 20 dias. Mas lembre de tomar sua pílula ou então usar outro método contraceptivo, pois não vai ser nada bom ficar grávida nesse período de agora. Como voce falou, somente daqui a quase um ano. Eu esperei o recomendado na Dinamarca que são 6 meses retirando sangue e tendo resultado positivo que o hormonio está baixando. Depois da última retirada de sangue já começamos a tentar, não foi no primeiro mes, mas foi no segundo. Lembro que fazia o teste de grávidez todas as semanas (no primeiro mes (fiquei um pouquinho neurótica rs, mas bem pouquinho) ai resolvi relaxar e deixar rolar. No segundo mes quando minha menstruação atrasou eu fiz o teste e estavam lá as duas listrinhas. E olha foi uma gravidez bastante normal. Enjoei somente 2 semanas e tinha muita vontade de comer coisas azedinhas. Na terceira semana de gravidez meu marido teve 7 dias de folga e fizemos uma viagem para Atenas e andei bastante lá. Era de 9.00 da manhã até as 17.00 andando. Não fiquei com a neura que muita gente que sofre aborto fica quando engravida novamente, ou até mesmo quem nunca sofreu um aborto tem essa neura que tem que repousar, que não pode fazer atividade física. Claro que tudo moderado e se foi constatado que está tudo bem, não está tendo sangramento nem nada. Repousar nas horas certas sim, não o dia todo rs, fazer uma atividade física sim (fazer caminhadas), não se matar na academia. Quanto a relação sexual lembro que no começo eu tinha um pouco de medo, mas meu marido é super gentil e foi sempre no meu ritmo. Não lembro de ter sentido dor na relação sexual também não. Espero que tenha ajudado. Bjokas

Paula Kimura disse...

Oi Viviane, é a Paula novamente. No dia 02/80/12 internei para fazer a curetagem, era gestação molar mesmo! Fiquei muito triste e acho que minha ficha só foi cair no momento em que entrei no centro cirúrgico. Fiz a curetagem e só tive alta no dia seguinte, estou indo toda semana fazer o Beta HCG para ver como estão os hormônios e ultrssom para ver se a mola voltou. Fiz o último exame no dia 13/08 e os hormônios já estavam em 1400, no ultrassom não apareceu mola nenhuma e o útero e o endométrio estão normais! Graças a Deus!
Minha médica disse que eu tenho que fazer exames de controle durante 1 ano e depois desse controle esperar mais 1 ano para engravidar. Confesso que não estou com pressa,quero que o próximo bebê venha de uma maneira planejada!
A biópsia deu que era Gestação Molar de Grau I, ou seja, benigno! Só que mesmo assim minha médica me encaminhou para uma consulta no oncologista!

Depois da curetagem tenho meus alto e baixos, uns dias estou bem e outros não!
Só que sei que vai passar, tudo passa nessa vida!

Bom, só quero agredecer pelo depoimento, pois me ajudou muito.

Beijos.

VIVIANE DELANI disse...

Oi Paula. Eu não sei se os dinamarqueses são meio relapsos ou os brasileiros muito preocupados rs. Tudo foi muito tranquilo lá (apesar do susto de ter recebido uma carta falando que tive algo que poderia gerar um cancer). Eu nem tinha noção do que era gravidez molar, nem sabia que isso existia. Mas enfim no começo tive que tirar sangue toda semana também, depois só de mes em mes durante 6 meses e ai me liberaram para engravidar novamente. Eu não sei porque seu médico falou que voce só poderá engravidar daqui a 2 anos. Que eu saiba isso não é uma coisa genética e nem é problema para voce engravidar novamente ainda mais o seu que foi grau 1 (o meu também foi). Mas se isso vai te deixar mais tranquila acate a recomendação médica. Não fique nessa de altos e baixos querida, tudo vem no tempo certo. Sei que queria muito esse filho por agora, mas muitas vezes fazemos planos e não dão certo e ficamos chateados mesmo, mas no futuro percebemos que tudo se encaixou. Voce não perdeu um bebe, a mola gera um bolo de carne que não vinga. Tudo nessa vida pessa, é bem mesmo como voce falou. Procure não pensar muito no assunto e viva como aquela música : "deixa a vida me levar, vida leva eu..."rs e fique na paz. Eu que agradeço voce compartilhar com a gente seu depoimento. Muitas não gostam nem de tocar no assunto, ficam deprimidas. Mas acho que é conversando, ouvindo o que outras pessoas que passaram pelo mesmo problema pensam e o que fizeram é que conseguimos levar a vida de uma forma melhor. Bjokas e fique com Deus

Anônimo disse...

Estou passando pelo mesmo problema meninas, ha 07 anos tentava engravidar, e nunca tinha acontecido, de repente a mestruação atrasa faço o exame e da Positivo, nossa quanta alegria e e meu esposo ja imaginavamos a carinho do bebe, até que fui fazer a ultrasson e não viu nada, ja estava com 08 semanas, fiquei muito assutada o proprio medico que fez o exame entrou em contato com a minha medica fique mais anciosa chorei muito, depois de uma semana pediu para que eu fizesse uma nova ultrasson e o diagnostico foi que poderia ser uma gravidez de mola, nem sabia o que isso, ai é que assustei mesmo com tudo isso, amanha vou fazer mais uma vez o BHCG pois os niveis estão altos, a medica ja marcou para segunda feira dia 17/09/2012, para fazer a curetagem, ainda estou nervosa e muito triste com tudo isso, mais sei que vai dar tudo certo, pois sei que Deus esta no controle de tudo.. orem por mim pois o meu maior desejo e de ser mae, fico preocupada pois tenho 38 anos e ainda não tive nem um filho... foi muto bom ter encontrado esse espaso para tirar muitas duvidas... bjus...

VIVIANE DELANI disse...

Querida anonima. Deus tem um tempo e um plano pra tudo. Ele sabe os desejos mais intimos do nosso coraçao e sabe o que é melhor pra nos. Eu já passei por várias situaçoes dificeis em todas as areas da minha vida, muitas delas nao entendi e ate hoje nao entendo o porque tive que passar por elas. Muita gente fala que é para crescimento, edificaçao e tal, mas acho que tem dois lados e também acho que Deus trata com cada pessoa de uma forma diferente (nao em relaçao ao amor, o amor dele é o mesmo para todos). Falo isso porque muitas situaçoes ruins também se repetiram na minha vida e nao foi porque nao tinhamos aprendido com as outras. Simplesmente aconteceu e aconteceu de novo, mesmo eu crendo, declarando, orando... O que sempre faço é continuar crendo e confiando em Deus, mesmo n entendendo varias situaçoes e continuando passando por outras lutas. Acho q isso é ter fé. É acreditar e continuar acreditando mesmo com tudo mostrando o contrario, mesmo que n tenha acontecido de acordo com o que queriamos, mas acreditar que um dia poderá acontecer ou se não acontecer é porque n tinha que acontecer. Quando Ana e Sara (Bíblia) quiseram muito ser mães elas sabiam que poderiam mesmo com possibilidades contrarias (esterilidade). Eu acho que voce tem que declarar isso, colocar a mao na sua barriga e falar que voce n tem impossibilidade nenhuma de engravidar, que voce vai ser mae, acreditar e deixar rolar. Como dizem o que tiver de ser será, n adianta a gente ficar preocupada com o futuro e n viver o hoje. Vamos viver cada dia. Voce tem 38 anos, n tem problema!!! Varios casos de mulheres q engravidaram depois chegando aos 40 e ate muito depois. Uma tia da minha mae mesmo ela ja tinha 2 filhos, já estava com 50 anos e ficou gravida de gemeos (2 meninos), hoje eles já tem 20 anos. Nunca é tarde para nada. As vezes pode ser cedo para algumas coisas, mas tarde sempre ha alguma possibilidade. A bíblia diz que nossas palavras tem poder e acredito que tenham mesmo porque quando voce fala, ouve a sua voz, voce acredita naquilo e isso influencia sua mente. Tenho uma amiga também que já tem 17 anos que ela tenta engravidar e n consegue, outra tentou por 15 anos e quando se viu quase desistindo ficou gravida do nada, sem tratamento. Entao eu acho q vc deve acreditar e continuar tentando, mesmo q venham abortos (eu sei que isso machuca), falsos positivos, molas (n é pq vc teve mola uma vez q vc vai ter mais viu). Agora voce vai entrar em um periodo de tratamento por causa da mola. Quase um ano sem poder tentar engravidar, curetagem e controlando o bhcg (tirando sangue todos os meses). Esse sera um tempo para seu utero ficar livre de tudo o que poderia estar impossibilitando sua gravidez. Deixe rolar, n faça planos quanto a isso, n se cobre e n deixe seu marido ficar te cobrando tb. Quando alguem te perguntar sobre, fale somente que o que tiver de ser sera e siga em frente. Eu sei quanto é desejar algo e conseguir e sei também o quanto é desejar algo e n conseguir. Entao fique com Deus ore mesmo q isso vai te trazer paz. Fique cm Deus e fique na paz. Um grande bjo

Anônimo disse...

Rosangela(anonimo)
Hoje fazem 03 dias que fiz a
curetagem, graças ao bom Deus tudo correu muito bem, não senti dor e estou muito mais tranquila com tudo o que eu passei por esses dias. Hoje voltei a minha medica e vou fazer todos aqueles procedimentos que ouvi nos comentários escreitos por vcs, foi muito importante poder ter lido a cada mensagem escrita pois tirei muitas duvidas medos por aqui. Valeu Viviane que Deus continue abençoando muito sua vida e sei que voltarei aqui para contar o meu testemunho do Deus fez em minha vida bjus fique na paz de Cristo e muito obrigada por tudo....

Anônimo disse...

Oi!Meu nome é Dayany. Passei por isso também! em janeiro, descobri que estava grávida! fiquei super feliz, finalzinho de fevereiro senti umas dores, mas meu médico disse q era normal, além disso, nunca tive sangramento. Dia 17/04/2012, fiz um us, e o médico simplesmente falou: não tem bebê aqui não! sai q nem louca, fui ver meu médico.nos outros dois dias ele colocou aqueles comprimidos dentro do útero, mas não resolveu. Na sexta, 20/04, fiz a curetagem. O médico não me falou nada, e só fiquei sabendo q era gravidez molar 2 meses depois, com o resultado da biópsia.fiz os exames de sangue, graças a deus ta td bem agora. Minha nova médica pediu pra q eu volte a engravidar no mínimo depois de um ano(em abril). Espero que corra tudo bem na próxima, não vejo a hora d ser mamy!!!! abraços!!!

VIVIANE DELANI disse...

Ola Dayany. Que ótimo que está tudo se normalizando para vc poder engravidar daqui 1 ano. Não pense que 1 ano é muita coisa n viu. Passa voando. Essas coisas acontecem mesmo e não escolhem a vitima. Me perguntei uma vez pq logo comigo? Entre tantas mulheres fui logo eu a escolhida. Mas ao mesmo tempo eu pensava em tantas outras doenças incuráveis ou muito difíceis de tratamento. Pensar no sofrimento maior dos outros nos faz enxergar como nosso problema é menor. Mas vamos que vamos, enfrentando tudo o que aparecer e tendo várias alegrias também. A vida é feita disso: lutas, vitorias, tristezas, alegrias e devemos encontrar meios de vive-la da melhor forma possivel. Bjokas

Andreza Cortez disse...

Olá meninas meu nome e Andreza, já tenho duas lindas meninas e estava tentando um menino, há 1 ano atras tive uma gravidez anebrionaria ovo cego, tive que ser submetida ao uma curetagem uterina, agora em agosto fiquei novamente gravida o beta deu positivo e fui bater a trans q mostrou q nao tinha saco gestacional, placenta nda nem embrião ..
Fiz o beta quantitativo que deu 48685,4 positivo/ dps de 1 semana fiz novamente deu 48593,3 positivo bati ontem uma trans q mostrou flocos de neves, útero muito heterogêneo e endometrio fino, fiz o beta novamente mas ainda nao saiu o resultado, nao estou sangrando, minha barriga esta grande meus seios doem estou com muita falta de ar, tontura, e náuseas ,vi q posso estar com a gravidez molar completa, tenho q esperar o aborto espontaneo, com base nos exames o Medico já pode solicitar uma curetagem?
A mola completa e maligna.. E pode afetar cérebro, fígado e pulmão tenho medo de por estar esperando o aborto afetar esses órgãos..
Mas sei que Deus nao nos da nda q nao possamos suportar!

Conto com a opinião e experiência de vcs obrigada bjuss

norma crystina disse...

oi meu nome eé´norma cristina,tive tb essa gravidez molar,nunca ouvi ninguem dizer que existe mas aconteceu comigo.em março fiquei sabendo que estave gravida ,fiquei mto feliz com essa noticia pois queria mto ter uma menininha,ja tinha um menino,e torcia mto para dar tudo certo!mas enfim fiz meu primeiro ultrasson mas nao deu pra ver o embriao,ate ai tudo bem neh,passei novamente no medico e ele passou outro ultra pra mim fiz novamente e tb nao deu pra ver,ai resolvi ir no meu medico de novo e ja estava mto preocupada,contei pra ele que ja nao era normal nao conseguir avistar meu embrianzinho.ele tb concordou,pois eu ja estava com mais de 2meses,entao ai persebi que eu estava tendo um pouco de sangramento e algumas dores tb no peé da barriga!ai ele resolveu me enternar,ai ele com certeza ja sabia oq estava acontecendo comigo.fiz entao a terceira ultra e ele nao viu nada ai entao ele ja me disse naquele momento que aquela gravidez nao ia pra frente!...chorei mto mto mesmo.ele me explicou tudo entao disse que eu precisava fazer a curetagem,entao fiquei de jejum naquele dia e entao fiz a primeira curetagem.quando terminei e fui para o quarto, mais tarde a medica veio e me disse que ela viu o resultado do meu exame e com mta calma me falou que eu tinha que fazer de novo outra curetagem!para o meu espanto...tive que de novo ficar em jejum e a noite fui fazer outra curetagem.por fim depois de quatro dias enternada tive alta!hoje ja se faz 7 meses que isso aconteceu e tenho que esperar 1 ano para engravidar de novo!mas hoje sei que deus sabe de todas as coisas neh!agora estou no aguarde de poder ter a minha menina!bjss

Anônimo disse...

Olá, Meu Nome é Camila e tambem tive Gestação Molar, a minha História foi bem parecida, eu e meu marido planejamos um 2° filho e em outubro de 2011 descobri que estava gravida, a felicidade foi imensa, e em dezembro senti fortes dores na barriga e fui para emergência e nisso eu ja tinha feito meu 1° ultra que ja tinha diagnosticado mais até então não tinha dado tempo de ter levado a minha médica para avaliação, fui internada e fiz vários ultras e fiz uma curetagem em 6/01/2011 retornei ao médico uma semana depois e ainda tinham vestígios da mola no meu útero então fiz uma 2° curetagem em 14/01/2011 foi um tempo de muito sofrimento e dor pra mim, fiz os 8 meses de acompanhamento e pude engravidar sem problemas, hoje estou gravidinha de 12 semanas e muito Feliz pois meu Bebe é saudável, e confesso que só tive um verdadeiro alivio ao escutar o coraçãozinho do bebe a bater, ai sim tive a certeza de que estava tudo bem e que não teria mais problemas, Quero dizer a quem está passando por isso, que eu sei que é difícil e que é um sofrimento imenso, mais saiba que vc pode sim ser mamãe é só se cuidar fazer os acompanhamentos direitinho qe logo logo o positivo chega s2.

Anônimo disse...

Olá, Meu Nome é Camila e tambem tive Gestação Molar, a minha História foi bem parecida, eu e meu marido planejamos um 2° filho e em outubro de 2011 descobri que estava gravida, a felicidade foi imensa, e em dezembro senti fortes dores na barriga e fui para emergência e nisso eu ja tinha feito meu 1° ultra que ja tinha diagnosticado mais até então não tinha dado tempo de ter levado a minha médica para avaliação, fui internada e fiz vários ultras e fiz uma curetagem em 6/01/2011 retornei ao médico uma semana depois e ainda tinham vestígios da mola no meu útero então fiz uma 2° curetagem em 14/01/2011 foi um tempo de muito sofrimento e dor pra mim, fiz os 8 meses de acompanhamento e pude engravidar sem problemas, hoje estou gravidinha de 12 semanas e muito Feliz pois meu Bebe é saudável, e confesso que só tive um verdadeiro alivio ao escutar o coraçãozinho do bebe a bater, ai sim tive a certeza de que estava tudo bem e que não teria mais problemas, Quero dizer a quem está passando por isso, que eu sei que é difícil e que é um sofrimento imenso, mais saiba que vc pode sim ser mamãe é só se cuidar fazer os acompanhamentos direitinho qe logo logo o positivo chega s2.

Ana disse...

Meu nome é Ana, estou muito triste e com medo, dia 16/11/12 senti fortes dores e sangrei muito chegando ao hospital descobri q tive um aborto, fiz a curetagem dia 17/11/12, e hj retornei ao médico com meu exame de ultrassson para acompanhamento da curetagem a qual disse uma surpresa desagradável nela consta uma massa heterogenea, fiz um novo exame de bhcg e nele deu o resultado de 28582 ui/l, não peguei o resultado do anatomo patológico e hj ouvi falar pela primeira vez q eu pude ter tido uma gravides de mola, sem confirmação ja q não tenho o resultado do exame.. A médica pediu p eu retornar em 2 dias p novo exame de bhcg. Estou desesperada, pois nada foi confirmado ela disse q poderia ser tbm um resto de placenta que ficou no útero por isso poderia aumentar o nível do bhcg.. Estou com muito medo!

Anônimo disse...

Meninas, obrigada pela palavras e os ensinamento, ontem descobri que estava com essa "bendita"... Estava em pânico, mas lendo esses tópicos confesso está bem mais aliviada, creio que quinta ou sexta estou fazendo essa curetagem, sou enfermeira, mas quando trata-se da nossa saude tuuuudo muda, como falaram mais há cima, " santo de casa nao obra milagre"? Rafaella

Professora Clara Dornelles disse...

Viviane... Apesar da dificuldade que ainda sinto em falar sobre o aborto que vivenciei, teu blog me despertou esse desejo, e talvez já seja hora mesmo de eu tentar superar a dor profunda que se abate sobre mim sempre que falo sobre esse tema. Bom, minha experiência não foi muito diferente das outras, na verdade compartilho de vários sentimentos. Por exemplo, do desespero que sentimos quando descobrimos que temos/tivemos mola, do medo das consequências dessa doença; medo mesmo do desconhecido. Assim como outras de vocês, eu nunca tinha ouvido falar de mola, e fiquei pensando em como o aborto ainda é um tabu em nossa sociedade (isso não é novidade, né), pois nos falta muito esclarecimento sobre as causas e consequências de abortos espontâneos. Mais esclarecimento poderia sim trazer mais serenidade para lidar com o problema. Mas bem, vamos à minha história. Eu sou casada há 15 anos, antecedidos por 3 anos de namoro. Tenho hoje 38 anos e até os 34 não estava plenamente decidida a ter filhos (foi o ano em que terminei meu doutorado...). Parei de usar métodos anticoncepcionais e iniciamos as tentativas, que duraram quase 4 anos. Eu já estava frustrada e achava que não podíamos ter filhos, mas resolvi mudar de ginecologista e em pouco tempo descobri(através da dolorida histerossalpingografia)que tinha uma obstrução nas trompas. Em 2 meses resolvi a obstrução e engravidei, em julho/2012. Em agosto descobri a gravidez, mas descobri também que eu tinha um "hematoma" no útero, como um pequeno coágulo, então o médico me pediu repouso e observação. Uns dias depois, fiz novo ultrassom e tudo estava se desenvolvendo normalmente: o embrião se formando e o coágulo um pouco menor. Esperamos até ouvir o coraçãozinho bater para termos certeza de que a gravidez seguiria segura. Em meados de setembro ouvimos os batimentos e então nos assumimos grávidos. Meu marido e eu nunca tínhamos vivido uma felicidade tão grande. Depois de tanto tempo indefinidos quanto ao desejo da gravidez e 4 anos (difíceis)de tentativas, tudo o que a gente não esperava era o aborto... Eu tive mola parcial (hidatiforme)e aborto retido. Soube do aborto quando fui fazer a nova ultrassom, com 3 meses. Não tive dores, nem sangramento, então não imaginava que o embrião havia parado de se desenvolver. No primeiro momento, eu fiquei chocada. Depois, fiquei pensando se teria feito algo que pudesse ter causado o aborto, a mola... Depois veio um sentimento de injustiça... Foi mesmo muito desesperador; muito triste. Mas eu recebi o apoio de várias amigas, que inclusive já tinham vivido o aborto, e que me estimularam a ter força. A terapia e o carinho do meu marido também têm ajudado, mas ainda dói. O que me estimula a escrever aqui é o sentimento de solidariedade. A dor se torna um pouco mais suportável se somos melhor informadas e reconfortadas. Teu blog possibilita as duas coisas, Viviane. Obrigada...

VIVIANE DELANI disse...

Ola Clara Dornelles. Muito bom voce já poder de algum jeito colocar essa dor pra fora. Muitas vezes a maneira que tenho de colocar algo dolorido pra fora é escrevendo. Muito obrigada por compartilhar com a gente, pode ter certeza que n está ajudando somente voce com seu depoimento. Para algumas pessoas a mola se mostra de um jeito e pra outras de outro, os sentimentos também. Na época morava em um país que trata o aborto (seja ele de qualquer tipo) como uma coisa super normal (achei até normal demais para o meu gosto, achei que poderia ter sido tratada com mais carinho) então foi tudo muito objetivo, ninguem no hospital veio conversar comigo sobre o assunto (um psicologo sei la) para ver como eu estava, se precisaria de algum acompanhamento nessa area ou nao. Graças a Deus nao tive problemas. Nao é porque voce tem essa idade, que já tentou nao sei quanto tempo engravidar que nao podera ter seu bebe. Vou ser bem sincera com voce. Muitas vezes culpamos Deus por algo que nós mesmos deixamos acontecer (nao estou falando que vc culpa a Deus viu, n me entenda mal). Voce falou que priorizou a carreira. Seu corpo já nao é mais como era quando vc tinha 25, 30 anos, ele mudou e por dentro dele mudou também. Nossa mente pode estar ainda nos 25 (isso acontece comigo kkkk), mas nosso interior nao. Posso ate ter 40 e me parecer com uma de 25, mas no meu interior as coisas nao sao assim. Nao estou falando que o que aconteceu foi culpa sua, só estou querendo te mostrar minha posiçao em relaçao a colocar a culpa em Deus. Pois bem, a mola nao tem idade (n foi porque vc ficou gravida com 37 anos que isso aconteceu). A mola é uma fatalidade, nao tem nada a ver com genética e idade. Tem a ver com a genetica do embriao. A mola nao foi culpa sua e nem de Deus. Fatalidades nao sao culpa de ninguem. Muitas vezes ficamos querendo achar um culpado para as coisas que acontecem, mas as vezes simplesmente nao se tem culpado. Muito tempo da minha vida perdi querendo achar culpados para tudo de errado que acontecia na minha vida e na minha familia. Quando digo tudo de errado eram sonhos que nao se cumpriam. Deixei de pensar assim e comecei a viver. Tem coisas que simplesmente eu nao posso fazer nada, nem contra e nem a favor. O que de humano posso fazer eu faço. Existem dois caminhos pra voce agora. Ou voce desiste de engravidar, fica com medo e se tranca em um mundo que nao fara bem principalmente pra voce, ou pode continuar tentando. Tentativas que poderao dar certo ou nao, isso voce tem que ter bem claro na sua mente. Enquanto voce tiver óvulos vao haver chances e mesmo depois que nao tiver eu ainda acredito em Milagres (n sei voce). Conheço pessoas de todos os tipos, com todos os tipos de problemas nessa área. Algumas tem mais de 15 anos tentando engravidar (e começaram a tentar cedo), conheço uma q tentou por 17 anos, fez todos os tratamentos possiveis e desistiu, no mes seguinte estava gravida. Eu acho que depende de tantas coisas, depende da sua mente, do seu corpo, das pessoas ao seu redor, dos tratamentos que voce faz ou nao, de Deus... Muita gente fala ha n engravidei porque Deus nao quis. Eu nao acredito nisso. A Bíblia fala (n sei se vc é cristã) que Deus falou para o homem crescer e se multiplicar. Deus quer que as pessoas se casem, tenham filhos e formem outras famílias. Fui bem sincera com voce porque gosto que as pessoas sejam sinceras comigo. Uma vez uma pessoa me disse que só iria desistir o dia que morresse. Entao se é um sonho seu ser mãe acho que voce nao deve desistir pelo que houve. N é porque voce teve mola que voce tera de novo e em todos os casos que eu li e comigo tambem engravidei normalmente depois. Faça o que tem que ser feito e acredite, sonhe com isso e declare todos os dias a formaçao perfeita do seu bb na sua barriga (as vezes precisamos falar isso alto mesmo, pra nos mesmos ouvirmos e acreditarmos). Acho que isso n é te dar falsas expectativas e sim te dar força naquilo que pode acontecer. Fique com Deus e estou torcendo para dar tudo certo. Bjokas

Ana disse...

Olá Viviane, volto aqui para falar a vcs que peguei o resultado do anátomo que deu mola hidatiforme completa, fiquei internada 15 dias, e estou fazendo quimioterapia, é tudo muito novo e doloroso, a mola q tive é invasiva e a danadinha já deixou em meu pulmão 2 nódulos, mas meu bhcg já está em 1003ui, estou feliz com esse resultado, confiante na cura. E quem sabe daqui 2 anos eu possa ter meu filhinho.

Carlinha RS disse...

OIE MENINAS, PUXA ME IDENTIFIQUEI COM AS POSTAGENS DE VCS; TB FUI VÍTIMA DA MOLA, PERDI COM 7 SEMANAS E FIZ A CURETAGEM EM 19/12, DOI BASTANTE, MAS TEMOS QUE TER FORÇAS E NOS AJUDAR, ISSO ACHO SUPER IMPORTANTE, ATÉ PQ É MUITO RARO ACHARMOS ALGUEM QUE TEVE ESTA MOLA. TENHO UMA DÚVIDA, COMO FORAM IS NIVEIS DE HCG DAS AMIGAS, OS MEUS FORAM OS SEGUINTES: QDO DESCOBRI QUE FOI MOLA FIZ O 1º HCG DEPOIS DE 4 SEMANAS, DEU 61, NA PROXIMA 21, DEPOIS 11, E ONTEM 8, MINHA MÉDICA DISSE QUE ERA ASSIM, E VCS? O QUE PEÇO A DEUS É QUE ME LIVRE DISSO DE UMA VEZ E POSSA A FICAR GRÁVIDA NOVAMENTE, POIS JA TENHO 37 ANOS E TENHO MEDO DO TEMPO PASSAR MAIS E NÃO TER MAIS TEMPO. OBRIGADA PELA FORÇA. PAZ E LUZ PARA TODAS.

Anônimo disse...

Olá! Foi muito bom ter lido sua postagem, pois acabei de receber a notícia da minha primeira gravidez que é molar. Fiquei arrasada! Resolvi buscar na internet mais informações, creio que foi Deus que enviou esse blog, me trouxe esperança e ânimo para me tratar e engravidar novamente. Obrigada por compartilhar sua experiência. Janaina

Bruna Quinvile disse...

Nossa que insentivo que vc me deu, eu tive gravidez molar, em março de 2012 e termino o controle de beta HCG agora em Março, vou parar de tomar as pilulas, mas continuar usando camisinhas por uns dois meses para meus ovarios voltarem a trabalhar normalmente e ai tentarei engravidar, minha confiança esta no Senhor, vai dar tudo certo em nome de Jesus. Obrigada por seu depoimento.

VIVIANE DELANI disse...

Olá queridas!!! Que ótimo que esse post pode ajudar vocês em algo. Olha só não pensem que isso acontece somente com vocês não, tudo pode acontecer com todas as pessoas. Vou relatar uma história que ouvi aqui no trabalho. Estou trabalhando em uma casa de festas em Brasília (casamentos, bodas...). Inclusive estou adorando!!! Fechamos contrato com um casal que iria casar agora em agosto de 2013. A 1 mes atrás ele descobriu que estava com câncer. Mandou-nos um e mail relatando o que estava passando e perguntando se poderiamos adiar a data dele provavelmente para o ano que vem porque estava em tratamento (quimioterapia) e só acabaria em outubro ou novembro. Claro que não teve problema nenhum em mudar a data. O que eu quero deixar relatado aqui a confiança do rapaz, ele tem 23 anos e sabe que vai casar. Ele em momento algum falou em cancelar o contrato ou algo que deixasse no ar que ele não estava confiante na cura. Eu fiquei boba!!! A gente reclama de tantas coisas que olhando para esse problema são tão pequenininhas que quando você se depara com alguém assim fica que nem eu "de boca aberta". Dou os meus parabéns para ele e sua família (não vou colocar nomes aqui porque na verdade nem os conheço). E que isso nos dê forças para suportar o que tiver de suportar!!! Não importa a idade, seja novo, seja velho, importa a vontade de viver, a vontade de realizar seus sonhos, mesmo que você não saiba o que realmente vai acontecer. Falo que mesmo que você não saiba o que vai acontecer porque já vi em muitos casos pessoas se curarem e outras não (mesmo sendo confiantes). Mas se tiver uma chance de acreditar acredite!!! Bjokas em todas vocês e obrigada por compartilhar conosco (saber que tem gente que passa pelo mesmo que a gente passa e ver que elas conseguiram nos faz crer que nós também poderemos conseguir).

Priscila- Florianopolis sc disse...

Olá viviane..achei seu blog por acaso quando descobri que estava com gravidez molar e fui olhar na internet para ver o que era isso por que não conhecia.Bom saber que não acontece só com a gente né e que tem outras pessoas que já passaram por isso. Então no começo de março de 2013 descobri que estava gravida pra mim foi um susto por que não esperavamos mas eu e meu marido ficamos muito felizes.Eu tive todos os sintomas normais de uma gravidez,mas na mesma semana que descobri tive um sangramento leve fiquei apavorada e então fui para a maternidade,lá o medico me examinou e disse que meu colo do utero estava bem fechado entao me deu remedio e mandou fazer ultrassom. Na mesma semana eu fiz e não conseguiram ver nada era tudo escuro dentro do meu utero,assim foi e a cada semana fazia um ultrassom e beta para controlar o HCG. A principio pensei que tinha perdido meu bebe por que ninguem conseguia ver nada e não sabiam o que era,suspeitaram que tinha um polipo no utero,ou que era gravidez ectopica,mas nunca conseguiam ver o saco de douglas,eu já sabia que algo havia de errado mas queria saber o que estavam acontecendo mas nem os medicos sabiam,assim fiquei 2 semanas de repouso absoluto em casa.Até que dia 08/04/2013 segunda feira fiz o 4 ultrassom na esperança de ver alguma coisa,chorei e disse pra Deus que precisava de uma resposta nem que fosse boa ou ruim para resolver essa situação.Enfim o medico mais experiente da clinica olhou meu utero e de cara me disse que estava com gravidez molar mas que estava bem no inicio e não tinha invadido outros orgaos. Então chorei mas agradeci a Deus por ter desvendado esse misterio. Na terça-feira dia 09/04/2013 fiquei internada e fiz a curetagem,é muito dolorido e traumatico mas Deus estava sempre comigo e me deu forças para passar por tudo isto,na quarta demanha ja me deram alta e fui para casa. Agora estou no periodo de recuperação mas estou bem graças a Deus e com saude. Agradeço a Deus por ter me ajudado e me dado força,nunca pensei que ia passar por isso um dia mas algum proposito sempre tem,um dia vou realizar meu sonho de ser mãe. Muito bom ter encontrado seu blog me ajudou bastante em tudo. bjos Priscila

Quell Santos disse...

Coisa mais triste essa gravidez molar!
Bom, eu sempre ouvi dizer que mulher que tinha OVÁRIO POLICÍSTICO, demorava pra engravidar ou que só engravidava à base de tratamento. Como eu tenho ovário policistico, eu imaginei que eu precisaria fazer tratamento ou que demoraria aaaaanos pra engravidar.
Enfim, em Novembro de 2012 eu parei e usar o anticoncepcional, acreditando que engravidaria só no meio do ano de 2013. Bom, engravidei em JANEIRO 2013!!! Como estava me sentindo muito mal, enjoando, essas coisas, resolvi fazer o teste de farmácia seguido do Beta e deu POSITIVO. Isso foi em Março desse ano (2013), no dia 08, no dia da mulher. No inicio foi aquele susto pq eu não achava que engravidaria tão rápido, mas depois fui me acostumando e ficando bastante feliz. Já pesquisava quartinho, essas coisas... Eu e meu marido avisamos todo mundo e pronto!
Com 6 semanas fiz minha transvaginal e o médico só viu o saco gestacional e a vesícula vitelínica. Ele detectou apenas que eu estava com um descolamento do saco gestacional mas disse que estava tudo bem, que era bem cedo ainda e me pediu pra levar o resultado da ultra para o meu ginecologista avaliar.
Mas disse que estava tudo bem, que era bem cedo ainda e me pediu pra levar o resultado da ultra para o meu ginecologista avaliar.
Fui no meu GO no mesmo dia e ele me pediu repouso de 15 dias por causa do descolamento e assim eu fiz. Repousei os 15 dias e fui alegremente fazer minha segunda ultra, crente que o descolamento havia fechado e que enfim, eu ouviria o coração do meu bebê e poderia vê-lo. Chegando na ultra, o descolamento havia aumentado, porém, não foi visualizado embrião. E o médico da clínica, me perguntou: Sua primeira ultra foi com quanto tempo?
Eu respondi: Com 6 semanas.
Ele: Quem foi o médico que fez sua ultra?
Eu respondi: Foi o dr. Antônio Júlio.
Ele: E ele ouviu os batimentos cardíacos?
Eu: Não.
Ele: NÃO??? Com 6 semanas e não ouviu o coração o bebê?
Eu: Não. Nem sabia que com tão pouco tempo já se ouvia o coração bater!
Ele: Na verdade, esse é o tempo exato que o coração o embrião começa a bater. Exatamente com 6 semanas.
Eu emudeci. Gelei.
Ele continuou analisando, até que falou: Olha, tudo indica que infelizmente não há embrião aqui. Maaaass, leva para o seu GO ver e ouve o que ele diz.
Eu perguntei: É uma gravidez anembrionária????
Ele com todo cuidado respondeu: Olha, tudo indica que sim. Mas leva para o seu GO e vê o que ele diz.
Eu gelei.

Quell Santos disse...

Ele falou: Outra coisa... existem pequenas vesículas aqui no seu útero. Já escutaram falar em MOLA? (O "escutaram" foi porque meu marido estava comigo no exame. Nós respondemos que não. Ele disse que já imaginava. E me explicou mais ou menos o que era. Me recomenou esclarecer isso com meu GO e colocou no resultado do exame para o meu GO a seguinte frase: Afastar hipótese de doença Trofoblástica Gestacional.
Como eu não sabia a gravidade disso, fui em seguida para o meu GO super triste pelo fato da minha gravidez não ter ido pra frente. Aí chegando lá, meu GO me explicou tudo me deixando SUUUUUPER preocupada, embora tenha dito por váaaaarias vezes que eu não precisava me preocupar, que era pra ver isso com muita calma e tal... disse que mola é benigna e que tem que tratar pra não virar algo maligno. MAS, enfatizou trocentas vezes que o que eu tinha era BENIGNO. Me indicou o Centro de referência no Rio de Janeiro pra Gravidez de Mola e lá fui eu. Chegando lá, diagnosticaram a mola, fiz o Beta que deu 6.558 e fui internada no mesmo dia pra fazer a vácuo aspiração. Fiz e tive alta no dia seguinte. Fiz a vácuo agora, dia 01 de Abril de 2013. No dia 02 saí de lá pra voltar 1 semana depois e repetir o Beta. Na semana seguinte, o Beta baixou para 249. Agora vou segunda-feira lá de novo pra ver como tá. A questão é que estou sangrando a duas semanas direto!! Isso é normal???Isso está me incomodando demais!!!!! Mas meu GO disse que se continuar baixando assim, dando tudo tão certo, que eu vou poder engravidar de novo com no mínimo 6 meses depois que negativar. Quero tentar com 6 meses depois, mas ainda tenho medo. Coisa complicada essa tal de mola, mas estou acompanhando. Quando em vez eu ainda choro pelo fato da gravidez não ter ido adiante, mas quero que os dias passem logo pra isso ficar cada vez menos dolorido e eu engravidar de novo e viver esse momento mágico com plenitude.

VIVIANE DELANI disse...

Olá Quell, eu sangrei durante algum tempo depois também, agora não me lembro quanto tempo (posso ter lembrado em algum post acima, mas agora me fugiu). Eu fiquei 6 meses fazendo o controle do bhcg (tirando sangue todos os meses). O médico falou que era bom tentar engravidar depois de algum tempo mesmo (acho 6 meses pouco). Eu comecei a tentar engravidar depois de 1 ano e no segundo mês já fiquei grávida e correu tudo tranquilo na gestação, minha filha é super saudável e não tive problema algum. Bjokas

Fabricia Silva disse...

Ola viviane,é muito bom encontrar pessoas como vc,que nos enxem de esperança.Eu tive uma gravidez molar e estou em tratamento,meu beta já esta em 4,8 hoje estou mas tranquila e calma,mas já chorei muito por conta de tudo que aconteceu.Tenho uma filha de 11 anos e então decidi engravidar denovo,depois de tanto tempo,foi então que tive esta mola,mas não vou desistir, assim que a minha médica me liberar vou conseguir ter meu filho(a),bjkas Fique com Deus.Fabricia Silva.

Pri Valladares disse...

Oi Meninas!
Estou com 7 semanas e 5 dias... Fiz minha eco transvaginal há 5 dias atrás, vi o embrião, o coraçãozinho batendo normalmente, o cordão umbilical bem fixado, no entanto viram uma deformidade na placenta, ela tá mto espessa e com um pedaço a mais q não deveria estar ali. Como tem o embrião, teoricamente se desenvolvendo direitinho, minha go pediu um HCG quantitativo, mostei ontem, dia 21/05/13, e deu uma taxa mto alta para o primeiro trimestre. Minha dra marcou uma outra eco com um especialista em Caxias/RS e em seguida um novo exame de beta, para então me encaminhar para o centro especializado em Mola de Porto Alegre.

Foi um baque, fiquei mega triste... mas se é mesmo mola não tem o que fazer senão a curetagem ou vacuo sucção!

Ainda estou com medo do que tá por vir, mas terça que vem já faço a proxima eco!

Até o momento não tive sangramento e nem enjoos exagerados. É uma pena, mas ler os relatos de vocês, ver que após a mola tiveram filhos saudáveis me deixa mais aliviada!

Ainda não tenho filhos e essa foi minha primeira tentativa.

Obrigada por dividirem esse momento difícil e fazer ficar menos pesado!

Att.,

Priscila S. V.

Anônimo disse...

ola,meu nome é silvana tive uma gravidez molar com 18 anos de idade ja vou fazer 25 anos...fiz tudo direitinho curetagem tratei etc...mas uma duvida posso engravidar novamente e normalmente sem ter isso de novo?
pq tentei de novo por meses e nao consegui...sera que tenho algum problema?que isso deve ter causado?valeu se quiser responder em meu email:silbolz@hotmail.com

Isadora disse...

Olá Viviane! Nossa, achei seu blog por acaso e vejo a quantidade de meninas que tiveram mola! Tb fui diagnosticada com a doença em Janeiro desse ano e meu beta zerou em abril. Serei liberada para gestar em outubro, quando completo 6 meses após o terceiro beta zerado!
Ansiedade à mil por hora rs, mas tb creio que vai dar tudo certo! Apenas não era a hora certa, o momento certo e só Ele sabe das coisas né?
Adorei suas palavras positivas, é isso mesmo!
Beijos para você e tudo de bom!
Segue meu blog: http://www.nossocantinhotem.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

Olá meninas, meu nome é Sandra e passei pelo mesmo processo que a maioria. Fiz a cureta em 30/05 e agora descobri que a gravidez era molar parcial. Ainda estou sangrando e com medo das consequencias... amanhã faço alguns exames (transvaginal e ultrassom do abdome) para garantir que não tenho nenhum órgão comprometido... o médico só quis se precaver, mas ainda não fiz o BHCG para ver o nível de hormonio... tenho um filho de quase quatro anos e só peço a Deus saúde para criá-lo... Estou arrasada! Muito sofrimento e insegurança.. só Deus para ajudar em uma hora dessa... só quero chorar...

Josiane Ferreira disse...

Olá, meu nome é Josiane..aconteceu o mesmo comigo..aos 18 anos fiquei gravida pela primeira vez do meu primeiro casamento, mas infelizmente eu perdi não com o quadro de mola simplesmente não tinha batimentos cardíaco..Ok..Em 2012 casei de novo com o amor da minha vida e eu queria muito ter um filho então parei de tomar a pilula, parei em dezembro de 2011 e minha menstruação atrasada já uns 17 dias, fiz o teste e deu positivo isso foi em junho de 2012 fiquei super feliz e meu marido tbm..tinha sintomas normais de uma gravides..enjoos matinais..mas estava radiante..foi quando em uma relação aconteceu um pequeno sangramento, fiquei desesperada não queria perder o meu bebe..no primeiro ultrassom estava meio apreensiva pois já tinha perdido um bebe ..e foi lá que contatou que não tinha batimento ..então fui pro centro cirúrgico fazer a curetagem ...e foi lá tbm que contatou que eu tinha o quadro de mola..nossa o chão saiu dos meus pés..fiquei deprimida pois queria muito isso sabe..depois de uma semana voltou tive que ir pro centro cirúrgico de novo e a sim na outra semana tbm e na outra tbm e na outra tbm..contando com a retirada do feto fiz 5 curetagem..fiquei arrasada, entrei em depressão...nada aliviava a minha dor..Mas Deus foi tão bom comigo que me enviou uma amiga muito queria que cuidou de mim todo esse tempo e meu marido tbm que teve toda a paciência do mundo comigo...enfim..no começo toda semana fazia o exame de sangue...depois de 3 em 3 meses...e graças a Deus o hormônio foi abaixando sozinho...mês passado fiz o ultrassom e o exame de sangue e deu tudo certo, em setembro tenho que fazer de novo..mas se Deus quiser vai da tudo certo...só que assim..quero muito engravidar ainda..tenho muito medo sabe..medo de perder meu bebe de novo, passar por tudo aquilo, eu acho que a pior parte é saber que essa doença pode virar câncer..essa foi a parte que mais me assustou...acho que em setembro estou liberada pra tentar de novo, mas tenho muito medo..quero sim e quero muito ficar gravida..meu marido até falou em adoção..só quem teve essa doença sabe o que estou passando e queria dividir isso com quem realmente sabe o que eu estou sentindo...Bjuu

Luana Schneider disse...

Olá! Realizei a curetagem na sexta-feira passada, pois na quinta passada realizei uma ultrasson de rotina e percebemos que não havia mais desenvolvimento, nem batimentos cardíacos, apenas presença de vesiculas, parecidas com um cacho de uva. Fiquei muito sentida, pois descobri a gravidez com apenas 3semanas e esperava muito essa gestação, hoje ainda sinto muita cólica e desconforto por dentro. O material coletado na cureta também foi para analise. Espero daqui algum tempo ter o meu bebê.

Anônimo disse...

Olá meu nome é josiane Ferreira, já ntinha relatado a vocês o que aconteceu comigo..mês que vem (Setembro) vou realizar o meu ultimo exame de rotina(exame de sangue e a ulta) e assim estarei liberada pra engravidar..Mas ai me vem o medo, o medo de tentar e acontecer do mesmo jeito..apesar que na maioria dos relatos aqui, todas engravidaram e tiveram bebes saudáveis..se alguém compartilha esse mesmo medo que eu por favor me responda..só quem passou por isso entende a minha dor e aflição bju

jadiane lacerda disse...

eu estou com gravidez molar, vou tira a manhã mais o meu não tem embrião não estou com medo eu sei que o senhor Jesus estará comigo.

Anônimo disse...

ola meu nome é karol eu tive uma graviz molar nossa fiquei muito triste porque eu e meu esposo agente queria muito ter nosso filho bom eu ainda ñ tive oportunidade de ter um filho quero ser tanto mamãe e meu esposo pai mais com 5meses de gravida tive sangramento cara fui na maternidade perto de casa só me examinaram porq ñ tinha ultra la a mandaram eu para outra maternidade chegando la fui atendida e mandaram eu fazer uma ultra quando fui la fiz a utra voltamos la de novo eu minha mãe quando a médica ver ultra ela fala nossa olha o que é pro outro médico ai ela convesa cmg e com minha mãe e explica oque é gravidez molar nossa qui muito triste mandaram longo fazer exames sofri muito dentro daquela materninade nunca pensei passar o que eu pansei ali e agora to fazendo um montes de exames todos os meses faço exame de sangue ñ posso engravida durante 1 ano e meio bom depois dessa gravidez molar fiquei cheio de problemas mais tenho fé em Deus qui vou fica boa e vou ter meu filho e mais um rsrs

fiquei muito feliz depois que ler todas esse comentário boa sorte meninas que Deus abençoe todas vcs qui vcs venham ter o bb de vcs bjos




Anônimo disse...

oi meninas vou conta minha historia para vcs meu nome é karol bom fiquei gravida do meu primeiro filho e casamento tbem mais quando estava com 5meses de gravida tive um sangramento minha mãe me pegou me levou para a maternidade chegando la só me examinaram ñ porq ñ tinha ultrassonografia ta me mandaram pra outra maternidade mais voltei pra casa e cada vez mais sangrando um tipo de sangue meio preto daqui de casa pegamos um carro eu e minha mãe e meu esposo eles me levaram para ana braga uma maternidade chegando fui cosultada me examinaram mais nada dito ainda e eu com o coração partido porq sabia qui alguma coisa estava aconteçendo cmg mandaram eu para sala de ultra tirei ultra e voltei la com médica e médica fala com outro médico qui tbem estava la na sala ai ela fala para ele olha o que é eu muito nervosa ela começa a explica qui eu estava tendo uma gravidez molar pronto naqula hora parece qui eu tinha saindo de mim mesmo porq ñ sabia o que era aquilo me internaram passei uma semana la naquela maternidade sofri muito só DEUS para me ajudar naquelas horas fiz curetagem mil porq o colo do meu útero na abriu bom mais graça a Deus fiquei bem mais triste ñ tive a oportunidade de ser mamãe meu minha primeira gravidez e aconteceu isso mais tenho fé em Deus qui na minha segunda vai da tudo certo to fazendo todos os tramentos ñ posso engravida durante 1ano e meio os médico medaram minha ginecologista é otima cuida muito bem de mim bom meninas boa sorte para todas vcs tenha fé que tudo vai dar certo bjos

Karoline Silva disse...

oi meninas vou conta minha historia para vcs meu nome é karol bom fiquei gravida do meu primeiro filho e do meu esposo o primeiro filho tbem tbem mais quando estava com 5meses de gravida tive um sangramento minha mãe me pegou me levou para a maternidade chegando la só me examinaram porq ñ tinha ultrassonografia ta me mandaram pra outra maternidade mais voltei pra casa e cada vez mais sangrando um tipo de sangue meio preto daqui de casa pegamos um carro eu e minha mãe e meu esposo eles me levaram para ana braga uma maternidade chegando fui cosultada me examinaram mais nada dito ainda e eu com o coração partido porq sabia qui alguma coisa estava aconteçendo cmg mandaram eu para sala de ultra tirei ultra e voltei la com médica e médica fala com outro médico qui tbem estava la na sala ai ela fala para ele olha o que é eu muito nervosa ela começa a explica qui eu estava tendo uma gravidez molar pronto naqula hora parece qui eu tinha saido de mim mesmo porq ñ sabia o que era aquilo me internaram passei uma semana la naquela maternidade sofri muito só DEUS para me ajudar naquelas horas fiz curetagem mil porq o colo do meu útero na abriu bom mais graça a Deus fiquei bem mais triste ñ tive a oportunidade de ser mamãe minha primeira gravidez e aconteceu isso mais tenho fé em Deus qui na minha segunda vai dar tudo certo to fazendo todos os tramentos ñ posso engravida durante 1ano e meio minha ginecologista é otima cuida muito bem de mim bom meninas boa sorte para todas vcs tenham fé que tudo vai dar certo bjos

Karoline Silva disse...

oi meninas vou conta minha historia para vcs meu nome é karol bom fiquei gravida do meu primeiro filho e do meu esposo o primeiro filho tbem tbem mais quando estava com 5meses de gravida tive um sangramento minha mãe me pegou me levou para a maternidade chegando la só me examinaram porq ñ tinha ultrassonografia ta me mandaram pra outra maternidade mais voltei pra casa e cada vez mais sangrando um tipo de sangue meio preto daqui de casa pegamos um carro eu e minha mãe e meu esposo eles me levaram para ana braga uma maternidade chegando fui cosultada me examinaram mais nada dito ainda e eu com o coração partido porq sabia qui alguma coisa estava aconteçendo cmg mandaram eu para sala de ultra tirei ultra e voltei la com médica e médica fala com outro médico qui tbem estava la na sala ai ela fala para ele olha o que é eu muito nervosa ela começa a explica qui eu estava tendo uma gravidez molar pronto naqula hora parece qui eu tinha saido de mim mesmo porq ñ sabia o que era aquilo me internaram passei uma semana la naquela maternidade sofri muito só DEUS para me ajudar naquelas horas fiz curetagem mil porq o colo do meu útero na abriu bom mais graça a Deus fiquei bem mais triste ñ tive a oportunidade de ser mamãe minha primeira gravidez e aconteceu isso mais tenho fé em Deus qui na minha segunda vai dar tudo certo to fazendo todos os tramentos ñ posso engravida durante 1ano e meio minha ginecologista é otima cuida muito bem de mim bom meninas boa sorte para todas vcs tenham fé que tudo vai dar certo bjos

Anônimo disse...

Amalia
Estou a 7 meses acompanhando o meu hormonio de gravidez...tive uma gestacao molar e o medico só e liberou para engravidar com 12 meses...estou tranquila que dará tudo certo dessa vez

Eliesia Batista disse...

Olá..Meu nome é Eliesia, no mês de março/2013, pensei que estava gravida, fiz 2 ultrassonografia, mais quando meu medico olhou ele me falou que eu estava com gestação molar, fiquei bastante assustada, e nem tinha noção o que era isto, quando fui para Goiânia, é que descobri o tanto que o negocio é serio, tive que fazer curetagem, para retirar a mola do meu útero, e mais; era mola completa, sem embrião, depois de receber alta, eu retornei de novo pra Goiânia, pois tive mola invasora, dai passei por quimioterapia, e fiquei muito mal, e com isto faço tratamento ate hoje com Dr. Mauricio, e hoje graças a Deus estou bem e o tratamento segue, e esta dando tudo certo.

Eliesia Batista disse...

Olá..Meu nome é Eliesia, no mês de março/2013, pensei que estava gravida, fiz 2 ultrassonografia, mais quando meu medico olhou ele me falou que eu estava com gestação molar, fiquei bastante assustada, e nem tinha noção o que era isto, quando fui para Goiânia, é que descobri o tanto que o negocio é serio, tive que fazer curetagem, para retirar a mola do meu útero, e mais; era mola completa, sem embrião, depois de receber alta, eu retornei de novo pra Goiânia, pois tive mola invasora, dai passei por quimioterapia, e fiquei muito mal, e com isto faço tratamento ate hoje com Dr. Mauricio, e hoje graças a Deus estou bem e o tratamento segue, e esta dando tudo certo.

vanilda disse...

fiquei feliz de encontrar esse blog , tive um aborto a 3 meses segundo minha GO me disse que possivelmente tive uma gravidez molar , tb nunca tinha ouvido falar, ela suspeito porque demorou mais de 2 meses para zerar meu bhcg, bem não cheguei a faazer o exame de sangue ate zerar eu fiz ate baixar de 4.000 p/ 200 depois fui acompanhando com teste de farmacia, que dva positivo no inicio e hoje da negativo.
porem a minha preocupação é que qd perdi foi espontaneo e tive uma forte hemorragia que durou 1 semana , fiquei anemina e td, depois de 1 semana só voltou a mostrar alguma coisinha depois de 1 mes mas não cehgou ser uma menstruação, o que me deixa preocupada é que menstruação veio bem pouco quase nada mas eu tenho um leve sangramento a mais de 1 mes que aparece no papel higienico isso é normal ? sera que é pq não normalizou a ovulação minha medica queria voltar com o anticoncepcional para regular mas eu não estava querendo não ....
alguem poderia me ajudar?

Anônimo disse...

Oi, faço tratamento de mola já tem 1 ano e 10 meses, fiquei um ano tomando quimioterapia pelo fato de não baixar a taxa, só baixava com a quimioterapia. Tive várias hemorragias em todas hemorragias tinha que tomar sangue, tinha ataque cardíaco pelo fato de perder muito sangue e faltar sangue pro coração bombear e manda pro corpo. Fiquei 6 meses internada, morei no hospital praticamente, sofri muito, os médicos falam que eu poderia não aguentar. Me desesperava de mais, tinha muito medo de morrer, até que entreguei nas mãos de Deus e me apeguei a ele. Minha família foi a base de tudo. Fiz 3 curetagem, todo mês faço exame de sangue, tenho muita vontade de engravidar, ao mesmo tempo vem o medo de acontecer novamente ou ter uma gestação difícil, pois sofri de mais, era dor que não acabava, cheguei a tomar morfina. Parabéns há todas que passaram por isso e superaram e pra quem ainda está passando, coloque nas mãos de DEUS, se agarra com DEUS que tudo vai dar certo, é sofrido, aterroriza mas não é impossível.

Patricia Cristina disse...

meu nome é: Patricia Cristina
eu tive gravidez molar em maio 2006
não sabia o que era e nunca tinha ouvido falar, sofri muito, fiz ultrassom e apresentei ao medico mas ninguém me explicou nada do que se tratava só me disseram que eu teria que ir para um hospital. la no hospital também me eram chá de cadeira esperei das 9 da manha (hora o aborto) ate as 20 e 30 para curetagem, me explicaram apenas que eu teria que fazer exames de beta hcg quantitativo, de inicio fazia exames toda semana depois de mês em mês depois de 3 em 3 meses até completar um ano de tratamento... até hoje não sabia direito o que era lendo seu depoimento deu pra esclarecer direito... hoje tenho um filho que irá completar 3 aninhos dezembro maior alegria de minha vida...

Anônimo disse...

eu tbm tive um aborto espentaneo em 2010 de gemeos (2 meninos), depois de 2 anos engravudei novamente e na primeira ultra descobri q era gravidez molar,fiz curetagem não senti nada graças a Deus...fiquei muito triste mais ja entreguei nas mãos do SENHOR e logo vou me preparar p engravidar de novo ( EM NOME DE JESUS...AMÉM) BJOOOO

Anna Flávia disse...

Olá meninas!!! Descobri que estava com uma gravidez molar parcial com quatro meses e meu filho nasceu com nove meses e meio sem qualquer alteração genética. Perfeito em todos os sentidos!!! Foi uma gestação muito difícil, porque desde o momento que descobri, tive que ficar em repouso absoluto. Hoje ele está com três meses e cresce a cada dia com mais saúde e vitalidade. Para a medicina o meu caso era impossível, mas nunca se esqueçam que quem dá a última palavra é Deus. Apenas creiam que uma das especialidades de Deus, é fazer o impossível... Anna Flávia.

Anônimo disse...

Gostaria muito que meu depoimento fosse publicado para dar esperança a essas mulheres. Já enviei meu depoimento e hoje, eu e meu filho estamos muito bem.

Desde já agradeço,
Anna Flávia, mãe do Cauã

Anônimo disse...

Ola Viviane eu tambem no ano de 2008 em agosto fiz uma curetagem apos ter mola completa ...fiquei muito triste chorei muito .Passado um ano e meio engravide tenho uma linda menina de 3anos .Detalhe foi na quarta gravides

lais souza disse...

oi eu também tive uma gestação molar e eu so tinha 16 anos fiquei muito assutada pensando o que ia acontecer com migo eu não tinha familha nenhuma perto de mim para me apoiar tinha acabado de chegar de sergipe mais fiz a curetagem e deu tudo certo depois de 6 meses de tratamento eu engravidei fiquei morrendo de medo mais veio o eduardo um menino muito forte cheio de saude sem nem um defeito

Anônimo disse...

Olá! Meu nome é Thaís Sampaio, e já passei por isso.Tive gestação molar com 16 anos,foi a minha primeira gravidez. Perdi o bebê com 5 meses e era uma menina.No inicio os médicos ficaram muito preocupados comigo.Por que geralmente da em mulheres mais velhas e sempre na segunda gestação diante. Tive que fazer o tratamento por 1 ano e 7 meses,nesse período não podia engravidar de jeito nenhum .Foi uma fase bem difícil da minha vida outra por que eu tinha feito 4 ultra sonografias,a última que eu fiz foi a morfológica e o medico gravou. Então eu ficava o tempo todo olhando para o dvd. Eu tinha muito medo de engravidar de novo passar por tudo isso. Mas ao mesmo tempo eu queria muito um bebê. É muito triste passar por isso só quem passou sabe.Ainda mais quado a sua gestação realmente tem bebê. As vezes tinha gente que chegava em mim e falava:Eu perguntei pro meu médico e ele falou que é impossível ter gestação molar com bebê,eu ouvia isso e ficava muito triste, até cheguei comentar com meu médico ele simplismente falou para mim,você sabe que tinha um bebê e eu também. Isso que basta você não precisa provar para ninguém. Depois de 2 anos e 4 meses já tinha terminado o tratamento eu engravidei de novo uma menina,fiquei muito feliz.Tive uma gravidez ótima não sentir nada foi perfeita nem na hora do parto eu sentir dor.Hoje minha filhota Manuella está com 2 anos e 6 meses. Tenho 22 anos e descobrir que estou grávida,estou muito feliz, pois meu marido me apoia em qual situação ele é um ótimo pai.Estou muito feliz de poder contar um pouco da minha história bjoss.

Vanessa disse...

Oi, meu nome é Vanessa. Em abril de 2013 descobri minha gravidez, fiquei feliz da vida. Duas semanas após, tive um sangramento e foi detectado o "aborto". Fui internada para curetagem, todo aquele procedimento, jejum, anestesia, apaga, chora, chora, chora. Enfim, estava em processo de recuperação, mas o sangramento não parava e meus sintomas de gravidez ao invés de sumirem, só aumentavam. Muito cansaço, enjoo, vomitos. Pedi pra fazer um novo ultrassom e nesse deu suspeita de gravidez molar. Eu nunca havia ouvido falar disso e minha médica me deu a tão temida notícia, é uma doença grave que precisa de muito controle e pode virar cancer. Segundo ela meu caso era considerado grave, pois meu hcg nessas duas semanas já havia chegado acima de 600 mil. Moro em SC, mas fui encaminhada pra Porto Alegre, pois no meu estado não tem tratamento pra isso. O susto só ia aumentando. Na semana seguinte, quando fui pra POA, fui internada no mesmo dia, meu HCG já estava em 1,7 milhão e meu utero estava do tamanho de uma gravidez de 5 meses, era considerado alto risco. Fiz a aspiração e precisei fazer uma quimioterapia preventiva. Foi um tipo de mega tratamento pra tentar acabar com a doença. A principio deu certo, meu HCG em poucas semanas foi baixando e chegou a 4.500 apenas. Porém, após isso voltou a subir e resumindo, a mola passou para mola invasora, que é um segundo estágio, ainda não é considerada cancer, mas se não tratada com quimioterapia vira. Fiz no total 9 sessões de quimioterapia, 5 de uma medicação mais "tranquila", sem muitos efeitos colaterais e 4 de uma medicação mais forte, que daí foi mais tenso. Aqueles sintomas tradicionais, fraqueza, muito enjoo, perda de cabelos...não fiquei careca, e confesso que naquele momento isso era o que menos me preocupava. Fiz minha ultima quimio dia 12/11/13 e desde então meu hcg está <0,01. Graças a Deus continua tudo ótimo, meu utero já curou a lesão e meu hormonio não está subindo mais. Faço exames de controle a cada duas semanas, e com o tempo vai espaçando. Se tudo correr bem, preciso de acompanhamento até o fim de 2014. E gravidez...bom, quero muito e tenho muito medo tbm. Abraços.

Anônimo disse...

Ola.. meh nome e marcela, tenho 28 anos, descobri a mola ao fazer ecografia com 8 semanas de gestacao ( 12-03-14) e nao escutei o coracao do meu filhote, a ficha so caiu ao repetir o exame e fazer o beta que estava 150 mil, consegui fazer AMIU no dia seguinte, estou muito assustada, muito medo de nao poder engravidar, nao tive sangramento e apenas um desconforto pelvico, 5 dias depois meu beta baixou para 5 mil, mesmo assim estou com medo, peco a Deus protecao e agradeco pela forca do meu esposo que nesse momento tao dificil nao sei o q seria de mim sem ele ao meu lado. Divido com vcs meu problema e peco oracoes e forca!!!! Obrigada!!!!

Anônimo disse...

Oi me chamo Jaqueline sou do Pará gente tive gravidez molar em 2011 estava com 19 anos , foi uma das piores coisas que aconteceu na minha vida hoje estou com 21, fiz exame semana passada e deu positivo estou com medo de ser mola novamente vou fazer uma ultra no sabado que antecede a páscoa só Deus sabe o quanto eu to preocupada meu marido nem se fala queremos muto ter um bebê , orem por mim .

Anônimo disse...

Meninas, meu nome é Josy Brandys, participo de um grupo no face chamado gravidez de mola-ou molar, tive gravidez molar tbm, pesquisei muito e achei esse grupo com quem pude obter mais informações e dividir experiencias e alguém que pudesse me escutar e sentir o msm que eu sentia..caso queiram conversar deixe-me recados..Bjuu e força a todas..

Amanda Dyana Martins Macêdo disse...

Oi Vivi, meu nome é Amanda, tenho 25 anos, tenho uma filhinha de um ano, e estou passando por uma aflição, no início desse mês (abril) menstruei normal, quando foi no dia 12 tive uma hemorragia, corri pro hospital e descobrimos q estava grávida ( pelo beta hcg), mas q provavelmente estava tendo um aborto. Foi uma alegria e tristeza ao mesmo tempo, fiquei orando p que n tivesse perdido e q a gravidez continuasse. Fiz uma ultra onde constatou um aborto e foi pedido q fizesse uma curetagem, mas minha médica disse q n era necessário fazer uma curetagem pq meu corpo já estava expulsando, disse q eu aguardasse e fizesse o controle c o beta, pois ele deveria ir baixando até zerar, já q se tratava de aborto. Foi aí q todo o mistério começou, pois meu beta n baixava, só subia, pouco, mas subia ( fiquei cheeeeia de esperança de n ter perdido e da gravidez evoluir), então fui fazer nova ultra e nada foi visto....continuei fazendo beta e continuava subindo pouco, mas subia, e se fosse aborto teria q baixar....desconfiaram de ectópica, mas logo depois descartaram a hipótese, pois estava tudo bem nas trompas e ovários, fiz um novo beta( subindo) e uma nova ultra, onde dessa vez foi visto um pontinho, podendo ser o saquinho gestacional, já que é tão inicial a gestação, pode ocorrer de ainda n ver o embrião. Enfim, qndo levei esse último beta c 2.775 e a última ultra p minha médica, ela disse q realmente pode ser uma gestação inicial ou uma molar.....fiquei muuuito feliz em saber q pode ser uma inicial e bem preocupada c essa tal de molar( q n fazia idéia do q se tratava). Pesquisei na net sobre a molar e estou assustada. Fiz um novo beta hj, o resultado só sai daqui a 5h e tenho uma nova ultra hj.....estou ansiosissima! Vi q muitas mulheres já passaram por isso, mas a gente sempre tem esperança de não ser, né? O que vcs acham?? Posso realmente estar c mola?? O caso de alguém se pareceu com o meu??? Minhas queridas me ajudem em orações pra q eu tenha bons resultados hj, e que meu bebê esteja lá, bem e se desenvolvendo! Obrigada pela ajuda e apoio de todas, oro p que todas nós possamos ter nossos pequeninos nos braços, nos fazendo pessoas melhores e cheias de amor!

Anônimo disse...

Olá, meu nome é Gabriela Vieira, também tive uma gravidez molar. Uma situação muito difícil! Talvez a mais difícil de toda a minha vida! Sou casada há 10 anos e no final do ano passado engravidei, eu e meu marido ficamos muito felizes! No início de dezembro de 2013 fiz uma ultrassografia e descobri a gravidez molar... o chão parece que se abriu diante de mim... chorei muito, primeiro por descobrir que não seria mãe e depois por saber da gravidade da doença. Passei por duas curetagens e o meu Beta não baixava. Após vários exames fui encaminhada para um médico oncologista, un anjo de Deus na terra, que me explicou tudo e após os exames solicitados começamos a quimioterapia... fiz 07 ciclos... Graças a Deus hoje estou bem... meu Beta encontra-se zerado, agora já passei a fazer o acompanhamento quizenalmente e as ultrassonografias que fiz demonstram que o útero está limpo e está tudo bem. Daqui a pouco vou passar a fazer o acompanhamento somente mensalmente. e tenho muita fé que eu ainda serei mãe e colocarei uma criança linda e abençoada no mundo. Eu me apeguei muito em Deus, em minha família e em meus verdadeiros amigos! Graças ao Senhor Deus tudo deu certo e tenho certeza do fundo do meu coração que continuará a dar certo! Por isso decidi escrever meu depoimento, como uma forma de ajuda e auxílio para quem está passando por isso... Sei que é uma situação muito dura e difícil, mas Deus é maior que qualquer problema e Ele nos carrega em seus braços. Por isso, quem estiver passando por isso tenha fé e entregue nas mãos do Nosso Deus que tudo se resolverá! Que DEus abençõe a cada uma! E para aquelas que já passaram por isso, que Deus continue abençoando e parabéns por terem enfrentado essa situação e estarem bem! E vamos procurar ajudar aquelas que estão passando por esse problema! Que Deus ilumine a todas nós e que nos conceda a graça de sermos chamadas de mães!

marleide disse...

olá viviane, gostaria de saber se os acompanhamentos q vc fez durante os 8 meses precisou tomar algum medicamento, aguardo respostas, obrigada

Seguidores

 
;