terça-feira, 27 de março de 2012

O tal do CHOCOLATE...


Não existe uma quantidade ideal para consumo diário, mas alguns médicos e nutricionistas indicam que devemos consumir apenas 1 ou 2 porções de doces (incluindo açúcar) por dia: 1 porção de doce corresponde a 20g de chocolate ao leite OU 2 bombons pequenos OU 1 bombom com recheio de amendoim OU 1 trufa média (30g) - WHAT??? Não sou muito de comer chocolate, mas quando dá vontade sou capaz de comer quase uma caixa rs -. Para os chocólatras o importante é não ultrapassar o limite diário de 50g, devido ao altos teores de açúcar e gordura.
Existe uma substância antioxidante na semente do cacau chamada flavóide. Ela age como um protetor cardiovascular natural, pois reduzem a oxidação do LDL, o chamado colesterol ruim. Como os chocolates amargos tendem a ter quantidades mais significativas, principalmente aqueles com mais de 70% de cacau. Claro que você não vai sari comendo chocolate amargo sem moderação. Segundo os nutricionistas, dois quadradinhos por dia são suficientes para receber os benefícios antioxidantes.
Muitos especialistas em chocolate não consideram o chocolate branco como um "verdadeiro chocolate". O chocolate branco é produzido a partir da manteiga de cacau e por isso não contém nenhum antioxidante. Ele não contém o licor de chocolate, uma fermentação não alcoólica do cacau que é a peça chave na composição dos outros chocolates, mas muita gente prefere o chocolate branco por causa de seu sabor distinto. Mas fique sabendo que ele não apresenta nenhuma propriedade benéfica em sua composição.
Geralmente o chocolate diet é indicado para diabéticos, pois o açúcar é substituído por adoçantes. Por isso acaba sendo também consumido por quem quer cortar algumas calorias. Só tem um probleminha aí: o uso de adoçantes modifica a textura do alimento e os fabricantes acabam adicionando mais gordura para que o produto fique similar ao chocolate normal. Assim, o valor calórico pode até ultrapassar em alguns casos o do chocolate convencional. Cheque sempre o rótulo dos produtos para verificar os valores nutricionais.
Os produtos light têm como tendência a redução de algum componente nutricional, o que leva à redução geral de calorias do produto. Não confunda com produtos diet, que trocam açúcar por adoçante. Como sempre, confira o rótulo dos produtos para checar seus valores nutricionais e veja se o chocolate em questão se encaixa nas suas necessidades, seja dieta ou redução de calorias.
Pois é eu não sabia que a gordura contida no chocolate não elevava o nível de colesterol. Também não sabia que ele possui diversos antioxidantes (os chamados flavonóides que tanto o Dr. José Bento fala rs) que atuam contra os radicais livres, protegendo o nosso organismo da ação danosa deles. Esses radicais livres são aqueles danadinhos que nos fazem envelhecer (oxidação das células). Ajudam a diminuir o lDL, que é o colesterol ruim. Contém vitaminas (A,B,C,D e E) e minerais (ferro , fósforo e magnésio). 
Quanto mais amargo o chocolate, mais flavonóides ele possui.
Então o chocolate faz bem para a saúde!!!
Essa foi a parte boa. agora vem a parte que não é boa rs.
É rico em gorduras e carboidratos (alto valor calórico).
O chocolate ao leite e o branco são os menos recomendados devido as gorduras do leite (saturadas).
O chocolate diet não contém açúcar, sendo recomendado para diabéticos. Mas as gorduras encontradas nele continuam lá. Já o chocolate light apresenta 25% a menos nas suas calorias e/ou nutrientes, mas não quer dizer que não engorda se consumido em excesso.
Chocolate NÃO dá espinhas e NÃO causa dependência!!! Mas devido a sensação de prazer que o chocolate proporciona por seu sabor e liberação de substancias como a serotonina, endorfina, teobromina e cafeína o deliciosinho do chocolate pode causar uma certa dependência psicológica (ansiedade, depressão...).


Conheça os tipos de chocolate e seus prós e contras

Chocolate ao leite
O chocolate ao leite, ao contrário do chocolate branco, possui menos gordura hidrogenada e mais cacau, por isso é menos calórico. Se for o seu preferido e você consumir muito, dê preferência aos produtos puros, ou seja, sem adição de nozes, castanhas, cremes ou outros componentes que acrescentam gordura ao chocolate.

Chocolate Amargo
Existe uma substância antioxidante na semente do cacau chamada flavóide. Ela age como um protetor cardiovascular natural, pois reduzem a oxidação do LDL, o chamado colesterol ruim. Como os chocolates amargos tendem a ter quantidades mais signifcativas, principalmente aqueles com mais de 70% de cacau. Claro que você não vai sari comendo chocolate amargo sem moderação. Segundo os nutricionistas, dois quadradinhos por dia são suficientes para receber os benefícios antioxidantes.

Chocolate Branco
Muitos especialistas em chocolate não consideram o chocolate branco como um "verdadeiro chocolate". O chocolate branco é produzido a partir da manteiga de cacau e por isso não contém nenhum antioxidante. Ele não contém o licor de chocolate, uma fermentação não alcoólica do cacau que é a peça chave na composição dos outros chocolates, mas muita gente prefere o chocolate branco por causa de seu sabor distinto. Mas fique sabendo que ele não apresenta nenhuma propriedade benéfica em sua composição.

Chocolate Diet
Geralmente o chocolate diet é indicado para diabéticos, pois o açúcar é substituído por adoçantes. Por isso acaba sendo também consumido por quem quer cortar algumas calorias. Só tem um probleminha aí: o uso de adoçantes modifica a textura do alimento e os fabricantes acabam adicionando mais gordura para que o produto fique similar ao chocolate normal. Assim, o valor calórico pode até ultrapassar em alguns casos o do chocolate convencional. Cheque sempre o rótulo dos produtos para verificar os valores nutricionais.

Chocolate Light

Os produtos light têm como tendência a redução de algum componente nutricional, o que leva à redução geral de calorias do produto. Não confunda com produtos diet, que trocam açúcar por adoçante. Como sempre, confira o rótulo dos produtos para checar seus valores nutricionais e veja se o chocolate em questão se encaixa nas suas necessidades, seja dieta ou redução de calorias.

Fonte: http://receitasdechocolate.com.br  (com minhas adaptações)

8 comentários:

Isa Abbade disse...

Amo chocolate. Antes comia muito todos os dias, hoje já sei me controlar mais .. ehehhe

Michelle Lima Ruda disse...

Bom saber disso, sou meio chocólatra e ainda bem que chocolate não dá espinhas, as minhas tem outra causa!
O meu preferido é ao leite e meio amargo mesmo, não gosto muito do branco. Tmb acho que tenho dependência psicológica hehehe, sempre me pego comendo chocolate quando estou estressada e é muitooo bommmm! Bjs

VIVIANE DELANI disse...

Mi eu não sou muito fã de chocolate, mas tem dias (noto q nos dias q estou mais ansiosa) eu sinto uma vontade enorme de comer chocolate aí tenho q correr atrás de um kkkkkk. Bjokas

VIVIANE DELANI disse...

Pois é Isa tem gente que não consegue controlar. Ainda bem que vc conseguiu hein!!! Bjokas

Miss Belli Boutique disse...

Só de ver esta imagem já dá vontade de comer chocolate... Hum... eu adoro chocolate, como todos os dias !! Não sei nao se chocolate não dá espinha rsrsrs:) Ultimamente tem nascido umas espinhas novas no meu rosto ... Já estava achando que era culpa do chocolate !! rsrs

Gisley Scott disse...

Estou apaixonada pelo chocolate amargo! Além de fazer bem pro coração tem menos calorias que os outros :)

Bjs

Rebeca Mello S2 disse...

Que interessante, aki no Brasil ngm liga para os pintinhos, só para os coelhinhos rs, lindas fotos tb...bjus!

rebeca-mello.blogspot.com

VIVIANE DELANI disse...

Sabe que eu também estou gostando do chocolate amargo, n sei se o daqui é diferente. Eu tenho feito muito brownie com chocolate amargo e fica uma delícia.

Seguidores

 
;